TAMERCOMVC show

TAMERCOMVC

Summary: Esse é o Podcast do TAMER! Treinador, desde 2002. Aqui, ele entrevista pessoas que já passaram por sua metodologia e conseguiram ter mais plenitude na sua vida, nos seus relacionamentos e ou no seu propósito, através do autoconhecimento e autodesenvolvimento. A intenção com esses convidados é te inspirar. Porque, se eles tiveram transformações em suas vidas, você também pode. As pessoas que ele entrevista são pessoas comuns, assim como você. Porém, a intenção do bate papo não é só inspirar, é também aprender, neste compartilhamento de saberes e histórias.

Join Now to Subscribe to this Podcast

Podcasts:

  Queria Melhorar Como Pessoa, Mas Não Sabia Como (com Katia Fraga) - Temporada 2 #vidadejornadeiro - Episódio 3 | File Type: audio/mpeg | Duration: 2930

Nas palavras da jornadeira KATIA: “Eu era muito errante, não sabia que não sabia sobre muitas coisas. Com a consciência que tenho, eu consigo ver como eu era perdida. Sofria devido ao grande condicionamento vindo de pais, da escola, tive uma professora que me travou muito, me causou traumas. Na época eu não tinha essa consciência, tinha somente um incômodo e queria melhorar como pessoa, mas não sabia como, busquei por um tempo na religião. Eu tive depressão uma época da minha vida e tinha vontade de dormir e não acordar. Meu despertar se deu quando fui mãe, eu queria entregar um ser humano melhor para o mundo, mas não sabia como fazer, se eu mesmo não me conhecia direito. Eu estar aqui hoje sem sofrimento é uma vitória, é uma coisa impensada antes da jornada, eu me escondia muito. Se fosse antes, eu não teria dormido. Quando conheci a Jornada, eu buscava ser uma pessoa melhor, mas sentia falta de um mentor, de um processo, o como fazer. Tem um conteúdo que é muito importante para o meu desenvolvimento, meu autoconhecimento que me ajuda a melhorar em todas as áreas da minha vida, inclusive no trato com meu filho, que já é adulto. Eu sofria com algumas questões que consegui ressignificar logo no começo da Jornada e que para mim foram decisivas. Me conhecer melhor, aprender a lidar com as emoções, estar mais centrada durante esta crise são contribuições diretas da Jornada.”

 Fui Descobrindo a Minha Missão (com Geraldinne Nogueira) - Temporada 2 #vidadejornadeiro - Episódio 2 | File Type: audio/mpeg | Duration: 2234

Nas palavras da jornadeira GERALDINNE: “Quando conheci a Jornada da Plenitude, a minha maior busca era me alinhar com as minhas crenças, com meus valores e deixar de ficar perdida, simplesmente seguindo o que os outros estão fazendo. Me entender como pessoa. Tive um grande insight do que me limitava e ter consciência desse obstáculo mudou a minha vida. Eu tive um acidente e não conseguia mais dirigir. Eu só voltei a dirigir por conta do método e saber que podia lidar de uma maneira diferente com aquilo, do que me paralisar. Isso foi de um poder na minha vida, que eu passei a fazer isso em todas as situações. Eu sei que existe escolha, que a escolha é minha. Essa foi uma grande aquisição. Hoje eu sei que estou lugar que eu tenho que estar. Os desafios vêm, mas eu sei que tenho escolha, que é possível escolher o caminho. Fui descobrindo a minha missão de vida, durante a Jornada.  O maior desafio é seguir na Jornada, é um desafio diário, é uma escolha de vida. É você escolher ser melhor todos os dias. A felicidade, a paz de ser quem você realmente é valem tudo o que você tem que passar. Sair da zona de conforto e batalhar. A forma como a minha vida está hoje, sem a Jornada, eu não consigo conceber.”

 Pela primeira vez na minha vida, eu reconheci quem eu sou. (com Babi Amorelli) - Temporada 2 #vidadejornadeiro - Episódio 1 | File Type: audio/x-m4a | Duration: 3878

Nas palavras da jornadeira BABI: “Quando adentrei a jornada de desenvolvimento, eu queria morrer. Foi quando eu resolvi que precisava de ajuda, no ápice de desespero. Não me reconhecia mais em mim e em nada do que eu fazia. Mesmo após ter melhorado muito com a terapia, eu vivia repetindo padrões de comportamentos compulsivos, alimentar e por compras. Eu estava com muitas dívidas e sem entender o porquê daquilo. Fiquei sabendo da Jornada da Plenitude por te acompanhar e estar sempre atenta aos e-mails e nas lives. E para mim, o desenvolvimento pessoal é um processo contínuo. Estou aprofundando tudo o que eu vi nos 7 anos que estou nessa Jornada de desenvolvimento. Estou revendo coisas muito profundas e foi fundamental para eu abrir uma porta muito grande. Para mim, a Jornada tem sido muito reveladora. É possível parar e olhar de dentro da experiência, de fora, rever o conteúdo, aprender com as experiências das outras pessoas que estão na Jornada. Fazer os exercícios, escrever, tem trazido para consciência coisas que eu não me dava conta. Tenho enxergado coisas mais profundas e tendo tempo de avaliar e progredir, tendo progresso constante. Eu percebi na Jornada que o que me parava era medo e não fraqueza, como eu acreditava e vinha buscando provar para mim e para o mundo que era forte. E, no meio da quarentena, eu tomei uma decisão de viajar sozinha, ficar sozinha e reclusa durante uma semana. Eu precisava deste tempo e nunca tinha viajado sozinha porque eu tinha medo. E foi uma das experiências mais engrandecedoras da minha vida. Porque eu me reconheci naquele lugar, me aceitei naquele lugar. E, talvez, pela primeira vez na minha vida, eu tenha, de fato, reconhecido quem eu sou, ter aceitado quem eu sou e amado quem eu sou, independente do que as outras pessoas vão pensar. E, no decorrer da Jornada, tomei a decisão de ter um filho. Veio com a certeza e segurança de que eu posso.”

 Eu atingi o que eu pensei há 30 anos (com Binho Carvalho) - Temporada 1 - Episódio 33 | File Type: audio/mpeg | Duration: 4182

Nas palavras do queridão, Binho: “Estava praticamente separado, quando resolvi fazer o treinamento. Não tinha nenhuma experiência com desenvolvimento pessoal. Me destacava do bando na área profissional. Sempre levei muito a sério qualquer trabalho, comecei com 16 anos. Estava satisfeito com trabalho, mas trabalhava muito, finais de semana e queria fazer algo diferente.  O treinamento foi muito desafiador, tudo que aconteceu foi desafiador. Mas hoje em dia eu agradeço muito tudo que aconteceu. Depois do treinamento, estava com outro olhar. Vi que tinha muita coisa errada. Comecei a falar a mesma língua da minha esposa, que já havia feito o treinamento. Aconteceu uma situação na rua, onde tive a certeza de que eu havia mudado. Eu era muito explosivo. Não tinha história, o pau comia.  Cara me fechou com um carrinho e me mandou para aquele lugar. Eu contei até 10 e fui embora. Se fosse antes do treinamento, eu passaria em cima do carrinho e sentaria a mão na cara dele. As coisas mudaram. Transformou muito a minha vida, foi muito transformador. Foi muito impactante na minha vida. Quando fui diagnosticado com um linfoma, só fiz uma pergunta ‘Tem cura?’. A médica disse que dependeria de mim. Eu disse, então vamos nessa. Me ajudou muito quando recebi sua visita e você me perguntou ‘Você sabe o que tem que ser feito?’. Eu falei ‘Sei’. Essa frase ficou e coloquei os treinamentos em prática, foi 80% de ajuda para mim, nessa passagem, o meu controle e a minha inteligência emocional.  Não tinha tempo ruim comigo, não tinha stress. Sem o treinamento, se eu estivesse vivo, não teria a vida que eu tenho hoje. Eu atingi o que eu pensei há 30 anos atrás. E eu faço a minha parte. Sem inteligência emocional, você não está completo, têm coisas na sua frente e você não consegue enxergar.”

 A Vida PODE SER MAIS (com Ricardo Macedo) - Temporada 1 - Episódio 32 | File Type: audio/mpeg | Duration: 3962

Nas palavras do queridão, Ricardo Macedo: “O único arrependimento que tenho, em relação ao treinamento, é de não ter feito antes. A gente tem a tendência de querer encontrar caminhos mais fáceis e, às vezes posterga a melhor decisão. Até que chega um momento em que a dor de não fazer nada, de procrastinar é maior e te move em direção a algo novo. Tinha uma angústia de que parecia que faltava algo para completar minha vida. Carreira profissional estava legal, família também, era feliz com um casamento feliz, casal de filhos, mas parecia que faltava algo. Minha esposa me perguntou o que eu queria buscar, pois era um bom pai, um bom marido, bom filho, estava bem profissionalmente. E eu não sabia o que dizer, apenas que faltava algo que eu queria buscar. Eu sentia que tinha algo mais a buscar, porém desconhecia o que. A angústia era sentir que podia mais, mas não sabia onde buscar. E agradeço todos os dias pela indicação do treinamento.  Me considerava uma pessoa feliz, mas não sabia ainda o quanto tinha para caminhar. Em algum momento do treinamento, descobri que estava tudo legal, mas quem estava ficando para trás era eu, o Ricardo talvez estivesse ficando em segundo plano. Foi um grande despertar de consciência e do que é possível a todos. Fui para o treinamento sem saber direito o que estava indo buscar, mas voltei muito consciente do que eu precisava fazer para ter a vida que eu queria ter.  Eu achava que era feliz, que estava tudo bem, mas tinham vários pontos cegos que eu só descobri com o treinamento. Ter um caminho que você desenha e saber que está trilhando o que você quer e faz sentido para você, não tem preço!”

 Vou sair de casa para ser a referência da minha família. (com Alexander Frota) - Temporada 1 - Episódio 31 | File Type: audio/mpeg | Duration: 4056

Nas palavras do queridão, Alexander Frota: “Sempre quis mudar, sempre quis ir além, sempre quis mudar a vida da minha família. Sempre foi esse o meu objetivo. Eu queria empreender para ajudar minha família e fali. Hoje eu entendo porque algumas tentativas deram errado. Toda minha evolução veio sempre quebrando a zona de conforto.  Eu disse assim ‘Hoje eu não tenho nenhuma referência na minha família, então eu vou sair de casa para ser a referência da minha família.’ E a virada começou em 2019. O primeiro grande impacto foi olhar mais para mim mesmo. Tudo que aconteceu em 2019 foi por conta dos treinamentos, me ajudou a trilhar um outro caminho. Eu acredito que se não tivesse passado pelo treinamento, não conseguiria estar onde estou hoje e não conseguiria ir para onde eu ainda quero ir.  No meu dia a dia, eu preciso tomar muitas decisões e sempre volto ao conteúdo do treinamento. Seria muito mais difícil liderar uma equipe de 20 pessoas, sem o treinamento. Depois do treinamento, eu me senti preparado para seguir. Sem este conhecimento, talvez não tivesse mudado o meu caminho. Foquei 100% no meu negócio. Hoje eu tenho confiança, tranquilidade e inteligência emocional do meu lado.”

 Vivo da forma que eu quero viver! (com Mirelle Esposito) - Temporada 1 - Episódio 30 | File Type: audio/mpeg | Duration: 3612

Nas palavras da queridona, Mirelle: “Quando cheguei no treinamento, eu estava em um momento bem complicado na minha vida pessoal, cheguei no treinamento separada do Binho. Estava há 4 meses morando na mesma casa, sem ter nenhuma relação. Momento bem conturbado. A vida profissional estava bem, mas empurrando com a barriga.  O treinamento foi muito revelador, eu achava que tinha total controle da minha vida e da minha mente e ali eu vi que eu não sabia nada. Ficou claro para mim quais era as minhas fraquezas e meus pontos fortes. Até hoje eu volto no treinamento, lembro do que vivi pra usar na minha vida. Foi um divisor de águas. Já quando cheguei em casa, na volta do treinamento tive um primeiro grande impacto ao olhar pra o Binho e ver o quanto eu projetava nele uma vontade, e um comportamento que era meu. E, da mesma forma que ficou claro o que eu estava fazendo na vida dele, também ficou claro que eu não ia seguir com ele da forma que estava. E percebi que projetar nas pessoas as minhas expectativas era um padrão que eu tinha. Isso era um ponto cego para mim, eu não enxergava, antes do treinamento.  Eu mudei e o Binho ficou muito impressionado. Mas não é mágica, eu tenho um mantra de que o desenvolvimento pessoa é hoje, amanhã e todo dia. E você vai colhendo os frutos, ao longo de toda vida. Entendi o que é meu, o que é dos outros, o que diz ou não me diz respeito, que é julgamento meu. Profissionalmente, eu tenho este olhar treinado para a pessoa. Dificilmente eu erro em contratações ou me enganar a respeito do que posso esperar de cada pessoa. E quando estava tudo bem, o Binho recebeu o diagnóstico de um linfoma e foi quando eu mais utilizei os conteúdos aprendidos no treinamento. Tiramos vários aprendizados deste período.  O meu fortalecimento como pessoa é a melhor coisa que eu levo do treinamento. Eu tenho muita admiração pela pessoa que eu sou. Vivo da forma que eu quero viver, não preciso provar nada para ninguém. Hoje eu me sinto uma pessoa plena!”

 Sei o que eu quero e o que eu não quero. (com Joaquim Júnior) - Temporada 1 - Episódio 29 | File Type: audio/mpeg | Duration: 4128

Nas palavras do queridão, Junior: “Na época que fui buscar o treinamento, estava insatisfeito profissionalmente, entendia que havia falta de reconhecimento. Estava bem desanimado. Esse conflito durou alguns anos. Na época que fiz o primeiro treinamento, eu achava que era feliz. Na época eu já tinha casado e separado.  Após o treinamento, eu me senti diferente em relação às pessoas. Isso me fez sentir estranho no trabalho onde eu estava, as pessoas não tinham visão, eram acomodadas. Tive a certeza de que eu queria sair de lá, após o treinamento que fiz em 2018. Você me disse algo que eu tive a certeza que não podia adiar a mudança que precisava fazer. E, conforme eu vou largando o que eu não quero, o que eu quero vai subindo, aumentando, vai ficando melhor.  O maior benefício foi ter consciência de tudo, do que quero, do eu não quero, do que gosto, do que eu não gosto. A outra pessoa que eu era, era muito reativa. Isso fazia mal às pessoas que conviviam comigo e a mim. Eu vivia um dia depois do outro. Trabalhava, voltava para casa, as vezes saía, namorava, viajava e ia vivendo. Sem um propósito, sem planejar nada, o que pintasse estava bom.”

 Se Permita MAIS (com Lara Leiner) - Temporada 1 - Episódio 28 | File Type: audio/x-m4a | Duration: 2825

Nas palavras da queridona, Lara: “Eu não era feliz, tinha momentos de felicidade, mas era bem melancólica. Eu tinha um diálogo interno muito intenso, a todo momento me questionava ‘e se’, ‘e se’, ‘e se’. Como se tivesse o tempo todo um anjinho e um diabinho falando comigo. Cheguei a procurar um psiquiatra. Estava buscando algo a mais, mas não sabia o que, depois o treinamento me deu rumo. O treinamento foi um divisor de águas na minha vida. Logo após uma dinâmica do treinamento, consegui sentir minha mente serena, não alimentava o processo, consegui parar a mente. Eu nunca dormi tão bem. Era muito insegura, não conseguia conversar olhando nos olhos da outra pessoa, por conta disso. Sempre me relacionei bem, mas não aprofundava as relações. Depois do treinamento, fui me permitindo mais. Deixei de ser uma pessoa reativa, melhorei meus relacionamentos familiares. A gente está sempre mudando, o tempo todo, então é bom estar preparada.”

 Me tornei uma Pessoa de Excelência (Renan Felipe) - Temporada 1 - Episódio 27 | File Type: audio/mpeg | Duration: 2029

Nas palavras do convidado, Renan: “Eu não tinha nenhum conhecimento sobre desenvolvimento humano. Eu vivia sem saber o que não sabia. Eu tinha uma rotina um pouco estressante e nenhum contato, nenhum entendimento sobre autoconhecimento e autodesenvolvimento. Não conhecia e nem buscava, não tinha conhecimento sobre isso. Levava a vida e estava bom. Mas, têm um monte processos que acontecem e você não se dá conta e, às vezes, está adoecendo sem nem saber porquê. No meu entendimento, as coisas fluíam bem, estava estudando, trabalhando, tinha amigos. Mas teve uma mudança em minha vida, acabei me tornando obeso e era o que mais me incomodava. Depois que eu passei pelo treinamento, eu entendo que até poderia me considerar feliz à época, mas sem saber que poderia ser muito mais feliz. Não sabia o que não sabia. Depois do treinamento, me senti bem poderoso, que podia fazer muito mais, que tinha todo o controle sobre minhas emoções. Me senti muito forte, não aconteceu do dia para noite. A primeira mudança bem clara foi decidir quando eu ia querer ou não. Antes eu pensava ‘Sou gordo e não consigo emagrecer, não tem como’, depois foi ‘Eu vou emagrecer quando eu quiser’. Tomei poder sobre aquilo. Melhorou meu relacionamento com a família. Estava querendo trancar a faculdade e depois, me formei como melhor aluno da turma. Me tornei uma pessoa excelente. Obtive excelência no meu trabalho, deixei de ser obeso para correr maratona, Iroman, e no quesito familiar. Em 3 meses, emagreci 20 a 30 quilos, fácil. Foi fácil devido ao treinamento, a clareza de propósito que tive no treinamento.”

 Eu Refiz a Minha Vida! (Fernanda Regina) - Temporada 1 - Episódio 26 | File Type: audio/mpeg | Duration: 3250

Nas palavras da convidada, Fernanda: "Sou uma eterna buscadora, sempre busquei um propósito maior na minha vida. A minha vida antes era completamente perdida, eu não tinha um propósito claro, não tinha sonhos, havia me perdido dos meus sonhos. Não via possibilidade de fazer diferente. Vivia do que me davam. Eu ia vivendo, um dia após o outro, sem expectativas, sem sonhos, sem ver futuro na vida pessoal e profissional. Eu não era feliz com aquela vida, mas para mim, era normal. Tinha um vazio, mas não sabia o que era, me perguntava qual era o meu lugar. Estava perdida, sem rumo, sem perspectiva de quem eu era. Hoje tenho consciência de tudo, inclusive das minhas qualidades, onde elas me ajudam ou, em excesso, atrapalham. Muitas vezes a gente busca um milagre ou então nem sabe o que está indo buscar. Eu não sabia o que seria o treinamento, o que poderia esperar. Mas depois, eu voltei com muitas ideias e com uma força muito grande. Foi como se tivesse encontrado um rumo para minha vida. Teria muito trabalho, mas eu já sabia para onde queria ir, tinha um norte. Não estava mais presa ao sistema. Eu tivesse acesso a algo novo, uma nova consciência que não tinha mais como fingir que não existia esse novo mundo. Eu refiz a minha vida, e sempre lembrava que a mudança é um processo. Autoconhecimento é um trabalho eterno. Não tenho palavras para descrever a minha vida hoje. Hoje, eu escolho o que vou viver, a cada dia. Eu associava plenitude a uma felicidade constante, a uma vida onde não existira desafios. E com a consciência que tenho hoje, sei que o mais legal é quando você consegue superar os desafios e enxergar neles, uma possibilidade de melhorar. Uma vida feliz para mim hoje é saber lidar com meus desafios, é potencializar as minhas habilidades. Viver a vida plena é isso, é você encontrar ferramentas para superar cada desafio que você encontra no caminho. Você passa a ter escolhas.”

 Acorda, vamos fazer diferente! (com Fábio Eloy) - Temporada 1 - Episódio 25 | File Type: audio/mpeg | Duration: 3965

Nas palavras do convidado, Fábio: "Eu me considerava feliz, mas era uma felicidade falsa. Estava insatisfeito com o resultado do trabalho, os colegas eram promovidos e eu não, tinhas condições de ser promovido e não era por questões de comportamento no ambiente de trabalho. Eu não sabia dizer não, e isso me fazia muito mal. Eu queria uma coisa, mas o meu comportamento era outro, e eu não me dava conta disso. E não era somente no ambiente de trabalho, eu repetia esse padrão na vida pessoal. Não sabia como consertar isso e estava comprometendo a minha imagem. Aí eu entendi que precisava de ajuda. Eu tinha resistência a mudar, hoje tenho consciência e venho trabalhando esta resistência, graças ao treinamento. Construí uma nova imagem, antes quem era tido como anomalia e não era promovido, e, hoje, cogitado a ser diretor da empresa. Hoje faço papel de coordenação e com total confiança do meu gestor”

 Eu achava que sabia tudo! (com Caram Nicolau) - Temporada 1 - Episódio 24 | File Type: audio/mpeg | Duration: 2948

Nas palavras do convidado, Caram: "Hoje, eu posso dizer que a minha vida se resume em antes do treinamento e depois do treinamento. Antes, turbulência, desencontros, coisas feitas de maneira impensada. Depois do treinamento, compreensão, entender que você não é dono de nada, ter consciência. Tive muita resistência para fazer o treinamento. Eu achava que sabia tudo. Não sabia ouvir. Estava numa fase muito difícil, principalmente na família. Hoje tenho consciência que não adianta somente fazer o treinamento, tem que ser algo pertinente. Sempre que achar que está fracassando, tem que usar o que aprendeu no treinamento. Eu faço isso e aceito as coisas, sei tolerar e sei ouvir. Eu era agressivo. Hoje, quando acontece algum problema, eu consigo respirar, controlar a situação e resolver o problema, sem agressividade física ou verbal. Encontrei a relação com a minha família. Eu tinha dificuldade de dizer ‘Eu te amo’. Sem o treinamento eu estaria em qualquer lugar, mas não estaria feliz.”

 Um Novo Nível de Consciência! (com Daniel Bolite) - Temporada 1 - Episódio 23 | File Type: audio/mpeg | Duration: 3993

Nas palavras do convidado, Bolite: "O ser humano que sou hoje é bem diferente do ser humano que eu seria, sem ter passado pelos treinamentos. Eu me via feliz e bem sucedido, em tudo o que fazia. Eu tinha uma limitação em relação à segurança e medo da mudança. O meu nível de consciência hoje, com certeza é acima da média. Na época, me veio à consciência, me dei conta de alguns comportamentos que eu precisava mudar. Eu não sabia que não sabia, não interpretava o mundo de uma forma consolidada. Depois, fez com que eu tivesse consciência para lidar melhor e ter um melhor relacionamento com as pessoas. Talvez, se não tivesse feito o treinamento, eu seria prepotente e arrogante. A melhor aula que tive na minha vida foi em um treinamento. A forma como é trazido o conteúdo, é transformador, aquilo expande sua consciência e, a partir daquele momento, você não consegue ser a mesma pessoa. O conhecimento que tive nos treinamentos, é o que hoje conduz a minha vida, como eu interpreto a minha realidade”

 Aprendi a dizer NÃO! (com Veronica Beck) - Temporada 1 - Episódio 22 | File Type: audio/mpeg | Duration: 2644

Nas palavras da convidada, Verônica: "Antes, eu me sujeitava a pessoa e situações que não me faziam bem e eu não era feliz. Tinha um sentimento de culpa por entender que não conseguia ser quem julgavam que eu deveria ser, ou a sociedade. Me sujeitava a relacionamentos que não eram saudáveis. Eu tinha uma dificuldade enorme de dizer não. Depois do treinamento, me dei conta de que eu estava me colocando em segundo, terceiro, quinto lugar da minha vida, há muito tempo. Eu queria o bem de todos, mas não me colocava como parte do plano. Ter consciência de que eu fazia isso há muito tempo na minha vida, foi um divisor de águas. Aprendi a dizer não. Fez uma grande diferença na minha vida amorosa, entendi que não devia me sujeitar a algumas coisas. Se a pessoa não te respeita, não quer almejar as mesmas coisas que você, por que insistir nisso? Hoje, sei muito bem o que eu quero e o que eu não admito em um relacionamento”

Comments

Login or signup comment.